O que é apneia do sono? Seus tipos, causas, sintomas e fatores de risco

O que é apneia do sono? Seus tipos, causas, sintomas e fatores de risco

  • 13 de junho de 2019
  • 206

Nos dias de hoje é cada vez mais comum nos depararmos com pessoas sofrendo com problemas relacionados ao sono. Um destes problemas é a apneia do sono, que além de prejudicar a qualidade do sono, também pode nos acarretar outros problemas de saúde e ser fatal. Muito provavelmente você conhece alguém que sofre com este mal, ou talvez até você mesmo sofra com ele. Logo, hoje você vai descobrir o que é apneia, suas causas e sintomas e fatores de risco.

O que é Apneia

Apneia é um distúrbio do sono potencialmente fatal, caracterizado por episódios repetidos de pausas na respiração ou períodos de respiração pouco profunda durante o sono.

Estas pausas podem decorrer várias vezes durante o período do sono, podendo causar dessaturação de oxigênio. E é daí que derivam as consequências mais sérias do distúrbio.

A redução de oxigênio pode elevar o ritmo dos batimentos cardíacos e estimula a contração dos vasos sanguíneos, o que se torna um fator de risco para pressão alta e arritmia cardíaca.

Uma pausa pode durar de alguns segundos a minutos e causar micro-despertares. Também é comum que elas sejam acompanhadas por ruídos ou ronco.

Ela interfere na qualidade do sono. Desta forma, pessoas afetadas podem se sentir sonolentas ou cansadas durante o dia.

Tipos de Apneia

Existem dois tipos, a apneia obstrutiva do sono e a apneia do sono central.

Apneia obstrutiva do sono

É a forma mais comum, e ocorre quando os músculos da garganta relaxam durante o sono e as vias respiratórias se fecham, o que interfere e impede a respiração adequada. Por este motivo, normalmente a pessoa tem um micro-despertar. Assim, as vias respiratórias reabrem e a respiração volta ao normal.

No entanto, este processo pode se repetir várias vezes ao longo do período de sono e pode causar complicações para a saúde. Durante a apneia obstrutiva do sono, é comum que a pessoa emita ruídos ou ronco.

Apneia do sono central

A apneia do sono central é muito menos comum e ocorre quando o cérebro não consegue transmitir os estímulos para os músculos responsáveis pela respiração, impedindo que funcionem corretamente. A pessoa que sofre com esta apneia pode acordar com falta de ar ou sentir dificuldade para dormir bem.

Causas da Apneia

As causas da apneia estão ligadas ao tipo.

Apneia obstrutiva do sono

A principal causa para este tipo de apneia é a obstrução da respiração. Quadros clínicos como obesidade, aumento das amígdalas, circunferência do pescoço e alterações craniofaciais, podem aumentar as chances de apneia.

Apneia do sono central

A apneia do sono central geralmente está ligada à insuficiência cardíaca. Contudo, ela também tem ligações com quadros de acidente vascular cerebral (AVC), lesão de tronco de origem traumática e o uso de medicação para dor.

Sintomas da Apneia do sono

Este distúrbio do sono pode apresentar alguns sintomas. Entre os principais sintomas deste distúrbio, temos:

  • Sonolência excessiva durante o dia – hipersonia
  • Ronco
  • Insônia
  • Despertares com falta de ar
  • Boca seca ao despertar
  • Dor de cabeça ao despertar
  • Problemas de memória e concentração
  • Variação de humor e irritabilidade

Fatores de risco

Qualquer pessoa pode apresentar apneia do sono. No entanto, existem alguns fatores que podem aumentar as chances de desenvolver este distúrbio do sono.

Os principais fatores de risco para apneia obstrutiva são:

Excesso de peso

O depósito de gordura nas vias aéreas superiores prejudicam a respiração e podem obstruí-las. Contudo, nem sempre pessoas acima do peso desenvolvem este distúrbio. Assim também como pessoas magras não estão livres deste distúrbio do sono.

Circunferência do pescoço

Pessoas com um pescoço mais grosso podem ter alterações na vias aéreas, o que também pode ocasionar a obstrução.

Vias aéreas estreitas

As vias aéreas podem ser naturalmente estreitas. Mas o estreitamento também pode ser ocasionado pelo tamanho aumentado das amígdalas e adenoides.

Genético

Se você tiver histórico de apneia do sono na família, existe duas vezes mais riscos de você desenvolver esse distúrbio.

Álcool

O consumo excessivo de álcool e de algumas substâncias sedativas podem relaxar os músculos responsáveis pela respiração e ocasionar a obstrução das vias aéreas.

Alteração Hormonal

A menopausa ou uma gestação aumentam as chances de uma mulher desenvolver este transtorno.

Congestão nasal

Problemas nasais, alergias ou resfriados também aumentam as chances de desenvolver apneia obstrutiva do sono.

Já para a apneia do sono central os principais fatores de risco são:

Problemas cardíacos

Problemas como fibrilação atrial ou insuficiência cardíaca congestiva aumentam o risco.

AVC ou problemas cerebrais

Um acidente vascular cerebral (AVC) ou problemas cerebrais podem alterar a capacidade do cérebro para regular algumas funções, incluindo a respiração, levando à apneia do sono.

chás calmantes para relaxar e dormir bem

O apneia do sono é um distúrbio potencialmente perigoso. Devido às suas características, além de prejudicar em muito a qualidade do sono e do bem estar de quem a tem, ela pode causar problemas mais sérios de saúde e levar à morte.

Assim, se você se desconfia estar passado por este problema, não deixe de procurar ajuda profissional o mais rápido possível, para evitar maiores riscos para sua saúde.

Share this Post