O que é bruxismo? Causas, sintomas e fatores de risco

O que é bruxismo? Causas, sintomas e fatores de risco

  • 30 de abril de 2019
  • 452

Nos dias de hoje é cada vez mais comum nos depararmos com pessoas sofrendo com problemas relacionados ao sono. Um destes problemas é o bruxismo, que além de prejudicar a qualidade do sono, também pode nos acarretar outros problemas de saúde. Então vamos descobrir o que é bruxismo, suas causas, sintomas e fatores de risco.

O que é Bruxismo

O bruxismo, também chamado de briquismo, é uma desordem funcional que leva os portadores ao hábito de ranger os dentes, principalmente durante o sono. Assim, essa pressão pode provocar desgaste e amolecimento dos dentes.

Em suma, o bruxismo pode ser observado em pacientes de todas as idades. Estima-se que ocorre em cerca de 15% da população mundial. Pode ser ligado a fatores genéticos, mas geralmente está relacionado ao alto nível de estresse.

Assim, pode causar desgaste nos dentes e agir como um dos fatores causais das dores de cabeça e distúrbios da articulação temporomandibular. E é um problema progressivo que o portador frequentemente não nota, e só é percebido se prestar atenção na própria tensão muscular ou se o rangido noturno é escutado por outros.

Frequentemente o diagnóstico é feito depois de surgirem algumas complicações, como desgastes nos dentes, dores na musculatura mastigatória, estalidos nas articulações, perdas ósseas na mandíbula e maxilar, travamento das articulações temporomandibulares etc. Bem como nos casos mais graves, podem ocorrer também problemas ósseos, na gengiva e na articulação da mandíbula.

Causas do Bruxismo

Primeiramente, podendo estar ligado a fatores genéticos e geralmente relacionados ao estresse, as causas exatas do bruxismo não são completamente entendidas por especialistas. Ou seja, as causas do ato inconsciente de ranger os dentes ainda não são totalmente conhecidas.

No entanto existem algumas suspeitas. Assim, este distúrbio está ligado a razões físicas ou emocionais.

Causas físicas:

  • problemas de oclusão (alinhamento anormal dos dentes superiores e/ou inferiores);
  • o fechamento inadequado da boca;
  • refluxo do ácido estomacal para o esôfago e para a boca.

Causas emocionais:

Outras causas:

  • outros problemas do sono, como a apneia do sono;
  • resposta a dores de ouvido ou dentes (mais comum em crianças);
  • efeito colateral de alguns medicamentos psiquiátricos – como alguns antidepressivos;
  • complicações de outra doença, como a doença de Huntington ou doença de Parkinson.

Assim, é muito importante descobrir a causa para definir o tratamento.

sintomas bruxismos

Sintomas do bruxismo

O bruxismo pode apresentar alguns sintomas. Ao mesmo tempo que podem se manifestar sozinhos, também podem se apresentar vários ao mesmo tempo.

Entre os principais sintomas deste distúrbio, temos:

  • ranger ou apertar dos dentes;
  • dentes amolecidos;
  • dentes lascados ou rachados;
  • esmalte dos dentes gastos;
  • aumento da sensibilidade dentária;
  • dor na mandíbula ou face;
  • dor semelhante à dor de ouvido;
  • dor de cabeça;
  • dor no pescoço;
  • zumbido no ouvido;
  • transtornos alimentares;
  • insônia.

Fatores de risco

Em suma, existem alguns fatores que podem aumentar as chances de uma pessoa desenvolver o bruxismo. Entre elas estão:

  • estresse – uma das causas mais comuns;
  • idade – o bruxismo é mais comum em crianças e tende a melhorar ao decorrer da adolescência;
  • personalidade – pessoas com personalidade mais agressiva, competitiva ou hiperativa, tem mais chances de desenvolver bruxismo;
  • substâncias estimulantes – por provocarem agitação e excitação, podem aumentar os riscos de desenvolver este distúrbio.

O bruxismo não é um transtorno perigoso. No entanto ele pode prejudicar em muito a qualidade do sono e do bem estar de quem o tem. Assim, se você se identificou com este problema, ou conhece alguém que convive com ele, existem alguns passos que podem te ajudar.

Apesar de não existir um tratamento específico para o bruxismo, fazer consultas regulares ao dentista, evitar apertar os dentes durantes o dia, evitar mordiscar objetos duros ou mascar chicletes, e usar uma placa inter oclusal durante o sono podem te ajudar.

No entanto, a melhor solução é a prevenção. Para isso, evitar o estresse e aprender a administrar a ansiedade são as melhores alternativas. Além disso, a prática de atividade físicas, uma alimentação mais equilibrada e a adoção de um estilo de vida mais zen também são ótimos aliados!

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o bruxismo, não se esqueça de compartilhar este post com seus amigos e familiares!

Imagem 1

Imagem 2

Share this Post