Muito sono, o que pode ser? As causas da sonolência excessiva

Muito sono, o que pode ser? As causas da sonolência excessiva

  • 14 de maio de 2019
  • 536

Cada pessoa necessita de uma quantidade de sono. Alguns com poucas horas de sono já se sentem bem dispostos e renovados para começar um novo dia. Enquanto outras pessoas carecem de mais tempo, chegando a necessitar 10 horas de sono. No entanto, quando alguém precisa de mais de 10 horas de sono ou ainda assim sente sonolência durante o dia, isto é considerado sonolência excessiva e pode representar algum problema de saúde ou condição especial. 

Sonolência excessiva

O excesso de sonolência é chamado hipersonia. Hipersonia é um distúrbio do sono caracterizado por sonolência excessiva durante o dia e/ou sono prolongado a noite. E ao contrário de problemas de sono causados por noites mal dormidas, dormir durante o dia não diminui a sonolência.

A hipersonia afeta de forma profunda a vida de pessoas que sofrem com este mal. Desta forma é muito importante identificar a sua causa raiz para poder tratá-la.

Causas da sonolência excessiva

A seguir você confere algumas das principais causas do excesso de sono.

Privação de sono

A primeira e mais provável causa do excesso de sono diurno está ligada a privação de sono. Cada indivíduo necessita de uma quantidade específica de sono, e se esta não for atendida durante o período da noite, a sonolência persistirá durante o dia. 

Sono de má qualidade

Outra provável causa do excesso de sono pode ser a má qualidade do sono. Assim, dormir uma quantidade de horas adequada, o sono diurno persistirá.

Então além de ter uma atenção especial a quantidade, é importante estar atento a qualidade do sono.

chás calmantes para relaxar e dormir bem

Apneia do Sono

Uma das possíveis causas da sonolência diurna excessiva é a apneia do sono. Ela é um distúrbio em que a pessoa para de respirar, por alguns segundos, algumas vezes durante a noite. No entanto, frequentemente, pessoas com apneia obstrutiva do sono podem não estar cientes de que têm o problema. Mas um dos principais sinais deste distúrbio é a própria sonolência diurna, uma vez que este problema interfere diretamente na qualidade do sono.

Depressão

A depressão, doença que causa uma tristeza profunda, perda de interesse generalizado, falta de ânimo, de apetite, ausência de prazer e oscilações de humor que podem acabar em pensamentos suicidas, também pode ser a razão da hipersonia.

Um dos sintomas mais comuns da depressão é a insônia, condição que causa dificuldade em iniciar ou manter o sono. Pessoas com insônia crônica também podem desenvolver depressão. Contudo, em ambos os casos, a qualidade do sono é afetada – mesmo que isto não seja notado pelo indivíduo. E como consequência, a sonolência excessiva pode se manifestar.

Anemia

A anemia é outra condição que pode provocar o excesso de sono. Anemia é uma condição na qual a quantidade de hemoglobina no sangue está abaixo do normal, levando à diminuição da capacidade de transporte de oxigênio. Em um quadro como este, o paciente pode apresentar sintomas como fadiga generalizada, indisposição, tontura entre outros. Quadro este que pode ser confundido com sonolência excessiva.

Hipotiroidismo

A tireoide produz o hormônio que é responsável pelo nosso metabolismo. Em suma, a diminuição na produção deste hormônio pode desacelerar o metabolismo, causando fadiga e sonolência excessiva.

Síndrome da fadiga crônica

Entre os principais sintomas da síndrome da fadiga crônica estão uma persistente exaustão, sem explicação, associada a dores frequentes nos músculos e articulações. Portanto, esta também é uma condição que pode ser responsável por excesso de sono.

Síndrome das pernas inquietas

A síndrome das pernas inquietas é um distúrbio que interfere demasiadamente na qualidade do sono. Ela é caracterizada por causar movimentos excessivos dos membros inferiores durante a noite. Assim, como consequência, perturba o sono causando sonolência diurna.

Perturbações do ciclo circadiano

O ciclo circadiano funciona como um relógio biológico e regula naturalmente as atividades do nosso corpo. Portanto, quando existem irregularidades em seu funcionamento, a quantidade, qualidade e horários de sono podem ser interferidos. Em outras palavras, pode ocorrer a sonolência excessiva.

Hipotensão

A hipotensão, diminuição da pressão arterial, também pode causar sonolência.

Fibromialgia

A fibromialgia é uma condição que afeta profundamente a qualidade de vida das pessoas. Juntamente com a interferência na qualidade de vida, também pode ser afetada a qualidade do sono. Portanto, pode causar excesso de sono durante o dia. Por outro lado, é comum que pessoas que sofrem com fibromialgia possam sentir mais cansaço do que o normal, aumentando a sensação de sonolência.

Narcolepsia

A narcolepsia é uma condição que leva o portador a sentir uma necessidade incontrolável de dormir a qualquer momento do dia. Assim, esta também pode ser a causa da sonolência excessiva.

Gravidez

Segundo ginecologistas, o excesso de sono é um sintoma comum na gravidez. Mas neste caso, a causa está ligada a alterações normais da própria gestação.

Medicamentos

O uso de alguns medicamentos como analgésicos, antiepilépticos, antipsicóticos, antieméticos e antialérgicos também podem causar sonolência.

Tratando da sonolência excessiva

O primeiro passo no tratamento do excesso de sono, é detectar a origem desse sono.  Uma das melhores maneiras de combater a sonolência excessiva é garantir a melhor qualidade e quantidade suficiente de sono.

No entanto, se você tem tido este cuidado e mesmo assim o excesso de sono persiste, não deixe de buscar ajuda de um médico para um diagnóstico e tratamento adequados.

Imagem

Share this Post